sexta-feira, 14 de junho de 2013

[TESTE DE GLICEMIA OBRIGATÓRIO] Gotinha que salva!

Nós blogueiros de diabetes nós unimos em prol de uma causa, fazer valer o teste de glicemia obrigatório em antedimentos de urgências e emergências, é um furinho, uma gotinha de sangue e 5 segundos que salvam vidas!


Nos mobilizamos em prol desse movimento quando ficamos sabendo da história da Valentina, uma menina fofa de apenas 1 ano e 9 meses que faleceu no dia 18/04/2013 em Birigui/SP, onde um furinho teria feito toda diferença!

Morte de bebê de um ano por diabetes serve de alerta

Sede excessiva e aumento da vontade de urinar. Esses foram os primeiros sinais de que havia algo errado com a pequena Valentina de Oliveira França, de um ano e nove meses. "Inicialmente achamos que os sintomas estavam relacionadas à mudança de rotina, pois ela tinha passado a frequentar uma escola há poucos dias. Depois, devido à febre, chegamos a acreditar que se tratava de uma virose por conta do contato com outras crianças", lembra a mãe, a assistente administrativa Andrea Valeriana de Oliveira, de 39 anos.

Valentina foi examinada por um pediatra de Araçatuba, que suspeitou de dengue. Apesar dos cuidados médicos, ela não melhorou e foi internada no dia 12 de março. No hospital, uma enfermeira desconfiou dos sintomas e realizou um teste chamado dextro, por meio do qual é feito um pequeno furo no dedo do paciente para checar os níveis de glicemia no sangue. "O teste apontou nível glicêmico acima de 500 (o normal é abaixo de 100). Somente depois disso é que os médicos iniciaram o protocolo de tratamento da diabetes, mas Valentina já estava em estado grave", lembra a mãe.

Quando a doença foi identificada, a garotinha já havia entrado em um quadro de cetoacidose, complicação aguda da diabetes. Ela morreu no dia 18 de abril, após permanecer 37 dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Valentina foi vítima do tipo 1 da doença, mais comum em crianças e jovens. A ADJ (Associação de Diabetes Juvenil da Região Noroeste Paulista), com sede em Birigui, alerta para o aumento dos casos desse tipo de diabetes. No ano passado, a entidade que atende pacientes de Birigui e região, cadastrou 20 novos doentes. O número de cadastros é 54% maior que os realizados em 2011, quando a associação recebeu 11 novos pacientes.



Recentemente tivemos outro caso de óbito por falta da ponta de dedo no pronto atendimento, dessa vez em Teresina/PI, a pequena Luana de 8 anos poderia nesse instante estar com os seus pais, mas não... 



Existem muitos outros casos que com erro de diagnóstico, infelizmente acontece e muito.. já a Luara que mora em Belém/`PA teve sorte!

Sim! A minha filha em 30 de julho de 2012, foi levada até a sua pediatra com exames de rotina, só que ela estava super magra, bebendo muita água e muita fome, comentei para a médica e perguntei se poderia ser diabetes, a médica disse: -imagina os exames estão todos normais. Sai com o coração apertado, no dia três de agosto ela foi internada, pele e osso, ela sempre foi muito magra para chegar nesse estado não precisou de muita coisa, enfim falei novamente não me deram a devida atenção, internaram e ainda com não bastasse colocaram ela na glicose 24 horas.

Quando chegou o novo pediatra também demorou para descobrir o que ela tinha, eu não sabia mais o que fazer já duas médicas não me deram atenção. Bem o pediatra que atendeu também demorou pedir o exame de diabetes, quando o exame foi realizado ela estava com 780 de glicemia, imediatamente tiram tudo e começaram os procedimentos com a insulina. Por pouco muito pouco não perdi minha filha, essa é uma situação muito difícil e revoltante, ela é atendida pelos hospitais privado, penso que muitos falam que os problemas é só no SUS, mas o problema de diabetes é em todos os lugares. Nossos médicos são despreparados para reconhecer um simples sintoma de diabetes, eu sou mãe e matei na hora o que ela tinha, me pergunto. COMO PODE ISSO ACONTECER?


Não estamos de brincadeira, é para NÃO HAVER MAIS MORTES que nos mobilizamos, queremos chamar a atenção e chegar no legislativo para que o TESTE DE GLICEMIA OBRIGATÓRIO seja protocolo de rotina nos atendimentos em todo Serviço de Saúde.

Só pelo número de visualizações e compartilhamentos do post da campanha, pode-se perceber a importância da obrigatoriedade desse teste  e para isso nem é preciso gastar dinheiro, porque todo pronto atendimento tem um um kit com glicosímetro, com o protocolo o Enfermeiro pode ter acesso a esse aparelho e já ali rapidinho em 5 segundos colher uma GOTINHA QUE SALVA!

Temos uma petição.. só falta UMA PESSOA que nos auxilie com o protocolo!

Petição: Pela obrigatoriedade do Teste de Glicemia Capilar em Hospitais e Prontos-Socorros


4 comentários:

  1. Olá, Silvia. Já assinei e vou repostar no meu blog e no facebook. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela iniciativa Silvia! Juntos podemos mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yanna!
      Na vdd quando lutamos por uma causa, estamos todos juntos né amiga!
      Um beijo

      Excluir