quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Você sabe o que é “Blue Fridays”?

Está ideia partiu da Nicole Lagonegro mãe da Vivi do blog Doce Vittoria e o Diabetes em visita aos blogs americanos sobre o tema.

Você sabe o que é “Blue Fridays”? Bom, a tradução literal seria “sextas-feiras azuis”, mas não é só isso. “Blue Fridays” é um movimento iniciado nos EUA para divulgar e conscientizar a população sobre o diabetes.

O “Blue Fridays” consiste em, durante todas as sextas-feiras de novembro (4, 11,18 e 25), usar roupas de cor azul. O azul será usado no dia 14 de novembro como marca do Dia Mundial do Diabetes e, por isso, será estendido durante todo o mês.

Sabemos que o diabetes é algo muito presente nas nossas vidas, especialmente na vida das mães de crianças e adolescentes diabéticos. O “Blue Fridays” não é um momento para ficarmos nos lamentando, nos martirizando, mas é uma grande oportunidade para espalharmos o conhecimento sobre o diabetes e auxiliarmos os demais! Explicar os diversos tipos, os sintomas, etc, mas principalmente passar a nossa experiência com o diabetes.

Se você possui uma conta no Facebook poderá “curtir” a página do Blue Fridays Brasil e ajudar a espalhar essa ideia.


Postem suas fotos, ou mandem para os blogs participantes, se preferir podem enviar no e-mail sil_onofre@hotmail.com que divulgaremos.

Quanto mais gente participar, maior a divulgação, vamos lá pessoal!!!!

Ps.: Quem me ajudou com o texto desta postagem, foi o Danilo Augusto, pq estou meio sem tempo hj... 
Obrigada Danilo!!!

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

A ação da Amizade

Já faz algum tempo venho pensando em escrever algo sobre a amizade, mas ainda não tinha nada em mente. Até que hoje encontrei um texto que traduz tudo aquilo que sinto em relação ao assunto.

Nessa vida tudo passa, o que fica são as palavras e os bons momentos que passamos ao lado de pessoas queridas, afinal o que seria de mim sem meus amigos...

Aproveito o momento, para deixar o meu muito obrigado, em primeiro lugar à DEUS, força criadora de todas a coisas! A minha família que sempre me dá força, me apoia e porque não dizer, também me aguentam!!! As pessoas de meu trabalho (que seguram as pontas com os meus altos e baixos), aos queridos companheiros da Casa do Caminho, aos profissionais que acompanham os meus filhos, as pessoas que conheço apenas pela internet, nossa tem muita gente.... Agradeço de coração, por todos os momentos que passamos juntos...

Dedico o texto abaixo, para vocês meus AMIGOS, aqueles que estão perto, os de longe, aqueles que conheço de longa data, aos que conheci agora, aos presentes e aqueles de memória, aos virtuais... enfim a todos que fazem parte de minha vida!!!

A amizade é o sentimento que imanta as almas unas às outras, gerando alegria e bem-estar.

A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.

Inspiradora de coragem e de abnegação. a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas.

Há, no mundo moderno, muita falta de amizade!

O egoísmo afasta as pessoas e as isola.

A amizade as aproxima e irmana.

O medo agride as almas e infelicita.

A amizade apazigua e alegra os indivíduos.

A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.

Na área dos amores de profundidade, a presença da amizade é fundamental.

Ela nasce de uma expressão de simpatia, e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma.

Quando outras emoções se estiolam no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada dos homens que se estimam.

Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria.

Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.

Discreta, apaga-se, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa.

Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.

A amizade é fácil de ser vitalizada.

Cultivá-la, constitui um dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra êxito, se avança com aridez na alam ou indiferente ao elevo da sua fluidez.

Quando os impulsos sexuais do amor, nos nubentes, passam, a amizade fica.

Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união.


A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões dá-nos, até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.
Joanna de Ângelis

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Cuidador / Educador

“Tudo o que existe e vive precisa ser cuidado para continuar a existir e a viver: uma criança, uma planta, um idoso, uma pessoa doente, os animais, o planeta Terra. O cuidado é mais fundamental que a razão e a vontade; é essencial para viver”
(Saber cuidar, L.Boff )


Todos nós sabemos que o papel do cuidador é imprescindível para o sucesso no tratamento de diabetes.

O cuidador consciente sabe que não basta simplesmente medir a glicose, além de um bom controle glicêmico temos que ter habilidade para administrar medicações, ter noções do metabolismo da glicose, nutrição, usar adequadamente instrumentos e insumos, saber a importância da atividade física, enfim ter uma qualidade de vida.

Nós como pai e mãe temos um papel fundamental na vida de nossos filhos, mas como cuidadores temos uma responsabilidade maior ainda, pois somos nós quem vamos nortear o tratamento do diabetes de nossos pequenos, o que as nossas crianças irão aprender no seu dia-à-dia, naturalmente, vai depender muito de nossa postura.O que eles serão futuramente depende exclusivamente de nós...

Um fator que influi muito na qualidade do tratamento do diabetes é o nível de Educação dos cuidadores, digo isso por experiência própria, afinal muitos não tem acesso à informações, que no meu ponto de vista também é primordial, quanto mais instrução, maior é o sucesso no tratamento.

Um cuidador precisa também ter muita sensibilidade para perceber o que seu filho ainda não consegue transmitir,  pois cada ser humano é único, o que funciona para uma criança pode não dar certo com outra, afinal o tratamento é individualizado, podemos nos basear em vivências, mas cada qual é um.

Temos que ser fortes, afinal o cuidar de uma criança com diabetes, as vezes nos torna seres frágeis tanto emocional quanto psicologicamente, as vezes também precisamos de orientação e por que não cuidados...

Por essas e outras razões costumo dizer que não somos simples cuidadores mas com todas as letras EDUCADORES, afinal estamos educando nossos filhos para vida!!! Não medimos glicemia e injetamos insulina, apenas, estamos plantando amor e amor é vida!!!

Para finalizar deixo uma pergunta: "O que significa para você cuidar de uma criança com diabetes?" - e para você que não é cuidador, mas tem diabetes "Como é o seu autocuidado?"

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Divulgando a TOURETTE

Num dia desses lendo o blog Jujuba Diabética da Carolina mãe da Julia, conheci a Daniela Torres através desta postagem Nossas vidas com Tourette

E a pedido da Dani estou divulgando o seu blog também, para sabermos um pouco mais sobre a Tourette.

Nessa postagem Aceitando a Tourette ela fala de uma carta para a família : Educar uma Criança com Deficiência Invisível, segue um pequeno trecho


  "Educar uma Criança com Deficiência Invisível
                                                                       Por Shannon Royce
Deficiência Invisível: - ansiedade, asperger, TDAH, autismo, bipolar , transtorno bipolar, depressão, dificuldades de aprendizagem, Transtorno Obsessivo Compulsivo , Síndrome de Tourette e outros - são neuro-distúrbios, lógico que pode não ser óbvio para o público em geral, mas que afetam todas as áreas de uma criança e a vida de uma família. Como mãe de uma criança que tenha sido diagnosticada com uma deficiência escondida, eu sei os desafios sua família está enfrentando.
Conselhos práticos :
Se seu filho tem uma deficiência escondida, tenha. em mente as seguintes dicas:
1. Aprenda tudo que puder sobre o diagnóstico. Às vezes, o diagnóstico de deficiência escondida leva tempo. Do Fazer fortalecer o seu relacionamento e tomar melhores decisões. Monte sua pesquisa. Faça perguntas difíceis. Seja determinado em sua busca da verdade.
2. Permita-se o processo de luto quando você ouvir um diagnóstico final. Esta é uma perda muito real e é importante processá-la bem .
3. Peça ajuda. È gratificante quando você reconhece sua necessidade, peça ajuda da família e amigos.."

Do mais, visitem o blog  www.vidacomtourette.blogspot.com e se puderem divulguem.

Dani, parabéns para você e sua família, queria aproveitar também e deixar os meus parabéns para Carol o seu blog é maravilhoso!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Câncer de mama

Hoje vou falar um pouco de um assunto que não tem nada haver com o diabetes, mas é muito importante para nós mulheres, o CÂNCER DE MAMA.

O câncer de mama é o desenvolvimento anormal das células do seio. Estas células crescem e substituem o tecido saudável.

Câncer de mama é uma doença tratável. A descoberta precoce é a chave para sobreviver ao câncer de mama. O 
câncer normalmente começa com um pequeno nódulo que, com o tempo pode crescer e se espalhar para áreas próximas, como os músculos e pele, assim como nódulo de pus sob o braço. Principalmente o tumor pode se espalhar para órgãos vitais como fígado, cérebro, pulmão e espinha.

Mais ou menos uma entre oito mulheres desenvolvem 
câncer de mama. Mesmo com o recente progresso de descoberta precoce e tratamentos aperfeiçoados, o câncer de mama é terceira maior causa de morte para mulheres nos E.U.A


Segue abaixo o relato de uma professora, amiga da mãe de um amiguinho do João Pedro.

Olá queridos amigos!
Agora, nesse mês de outubro, me sinto no dever de escrever algo, nem que seja para que apenas uma pessoa dê atenção, já me sentirei enormemente feliz em poder ajudá-la.
Escrevo sobre a necessidade de dar a cautela adequada à doença do câncer de mama, a luta para a conscientização da mesma, o quanto é importante a mulher ter cuidado ao seu corpo e de sua saúde, procurando sempre ter um acompanhamento médico.
A princípio nós imaginamos que nunca acontecerá com a gente, não damos muita importância quando alguém fala sobre o assunto e até achamos chato, mas não, ela está aí e pode ocorrer SIM a qualquer pessoa e momento!
Eu, com apenas 30 anos, recém casada, num momento muito feliz de minha vida, e, aconteceu...
Essa é a prova de que pode ocorrer com qualquer um, vejam, uma pessoa conhecida de vocês!
Quando temos o diagnóstico parece que um buraco se abre ao chão, que não é possível ser verdade, que tudo está perdido...
No entanto, após passar o susto, percebemos que não é bem assim. Claro que são casos e casos, contudo, insisto no que toda campanha propaga: SE DIAGNOSTICADO E TRATADO OPORTUNAMENTE, AS PERSPECTIVAS DE CURA SÃO MAIORES!
Por isso é tão importante que mulheres de até 40 anos façam o ultrassom e acima dessa idade a mamografia ANUALMENTE.
Faça a sua parte, tenha amor a tua vida! Além disso, tente fazer com que sua vizinha, amiga, parente também faça!
Durante o meu tratamento tenho conhecido muitas pessoas que me disseram que nunca fizeram qualquer exame por MEDO de encontrar algo... por favor... vamos mudar esse pensamento, NÃO TENHAM MEDO DE VIVER!!
OUTUBRO ROSA, FAÇA A SUA PARTE!
Obrigada àqueles que deram o mínimo de atenção, O IMPORTANTE É A ABSORÇÃO DA MENSAGEM!
Fiquem todos com Deus!
Grande beijo, Loene.
De: Loene Ferraz

domingo, 9 de outubro de 2011

Julio César

Outro dia fiquei de contar sobre o Julio César o irmãozinho do João Pedro, então a postagem de hoje é sobre ele.

A gravidez do João foi planejada, passei muito mal no início, tive um princípio de aborto com dois e meio de gestação. Fiquei internada, mas depois correu tudo bem e hoje meu garoto está ai lindo e maravilhoso!

Com a segunda gravidez foi totalmente diferente... eu trabalho numa escola particular e no segundo semestre é época de matrícula, estendemos o horário de atendimento até mais tarde e em setembro de 2009 começamos nesse pique, me sentia muito cansada mas achava que era por causa do trabalho extra, até que em dezembro do mesmo ano, tive "algo estranho" e liguei para o obstetra ele me pediu um exame de gravidez por telefone mesmo, falou passe amanhã no laboratório e faça o exame, até fiquei brava, disse -imagina grávida eu?

No dia 17 de dezembro, exame POSITIVO!!!! Não tive nenhum sintoma, enjôo, nada, nem barriga tinha, no dia 04 de janeiro de 2010, descobrimos no ultrassom que seria mais um menininho e que já estava de quase 4 meses de gestação, o João ficou feliz. Foi uma gravidez muito rápida e super tranquila, fizemos o pré-natal, várias ultrassonografias e tudo normal.

Eis que no dia 24 de junho de 2010, nasce o Julinho um bebê lindo e feliz. Como da primeira gravidez foi cesárea, assim que escutei o chorinho perguntei para o obstetra -como ele é?- Nenhuma resposta, novamente perguntei, ele falou -o pediatra está examinado-o já vai te mostrar-.

Foi questão de dois minutos, mas para mim pareceu um tempão, passou mil coisas pela minha cabeça.... nesse instante ele me trouxe o Ju, falou -seu filho é lindo e perfeito, mas tem uma pequena fissura no lábio e gengiva- até o momento nunca tinha ouvido falar sobre isso... Confesso que foi um susto, no momento beijei o meu filho e disse -e agora..

Depois levaram o Julio ao berçário para os devidos cuidados, o Dr. Paulo (pediatra) e o Dr. Aninoel (obstetra) conversaram bastante comigo, me falaram que a fissura no lábio e na gengiva era leve, me explicaram que ele ia ter que passar por uma cirurgia, mas que aqui em Piracicaba não faziam esse procedimento. A preocupação maior era se ele ia conseguir mamar.... E como toda cesárea tive que ficar no pós-cirúrgico antes de ir para o quarto.... momentos angustiantes....

Até que as 10h30 desci e me trouxeram o Ju, para ver se ele fazia a "pega" e para surpresa de todos o meu bebê sugou na primeira tentativa, tivemos cinco nascimentos nesse dia e o Ju foi o primeiro a mamar, isso foi muito gratificante...

Depois em casa, tudo continuou bem... apesar de tudo mantemos a calma, e confiamos, no hospital mesmo nos indicaram o Centrinho da USP em Bauru. Ligamos para lá e achamos conforme foi nos explicado que ele faria a cirurgia somente com 6 meses, mas não em menos de 20 dias recebemos uma carta com agendamento para atendimento no dia 28/09/2010 e uma possível cirurgia no dia 30.

Eis que no dia 28 de setembro rumamos para Bauru, cheios de expectativas...o João Pedro ficou com meus pais..

O Julinho estava com 3 meses e poderia passar por uma cirurgia, mesmo sabendo que era necessário, estava com o coração apertado... Chegando no Centrinho fomos muito bem acolhidos, eles são maravilhosos...
No primeiro dia entramos lá as 6h e saímos as 14h, passamos por vários profissionais e um monte de informações, fica até difícil de assimilar tudo... No dia seguinte retornamos as 6h30 para realizar os exames pré-internação, mas deu tudo certo, saímos as 19h, cansados mas felizes....

No dia 30 as 6h, nós lá novamente dessa vez para internação e cirurgia, ele não podia mamar, tinha que estar em jejum, a cirurgia estava marcada para as 7h30, meu bebê ficou um bom tempo chorando porque queria mamar e eu não podia fazer nada, meu marido não pode entrar na sala para preparação, somente a mãe... foram momentos por demais estressantes, até que nos chamaram, entreguei mu filhote na porta do centro cirúrgico e foi me juntar ao meu marido. Ficamos na sala de recreação como eles chamam, para distrair a cabeça, eles tem um espaço para os pais, onde trocamos ideias, realizamos artesanatos, muito interessante pois o tempo passa rápido e você não fica angustiada.

Ás 10h40 nos chamaram, o Ju ia descer para o quarto, expectativa, íamos ver nosso pequeno com o lábio "fechadinho"... morri de dó nesse dia, ele estava com a boquinha toda suja de sangue, com pontos e chorava de fome, o cirurgião liberou o peito mas ele não conseguia mamar, também não queria beber o leite na colherzinha, foram momentos muito tristes.... Imaginem um bebê, pós cirurgia, sono e fome.... mas enfim  as 17h30 ele conseguiu mamar... e eu feliz rindo e chorando....

Tivemos alta no dia 01/10, voltamos para casa felizes, foi doloroso, mas valeu a pena! O nosso filho é perfeito! Hoje com 1 ano e 3 meses, corre, brinca, pula, fala demais, briga com o irmão.... é uma criança feliz!

Na terça-feira agora tivemos o retorno de um ano, tudo perfeito a cirurgia dele foi um sucesso, trabalho em conjunto como nos disseram, eles lá e nós em casa, tivemos alguns cuidados como higiene e fisioterapia por 6 meses, mas por nossos filhos, isso não foi nada... O Julio terá vários retornos até completar 18 anos, poderá ainda passar por outras cirurgias, como a gengiva, por volta dos 9 anos, mas  vivemos um dia de cada vez ao lado de nossos filhos.

Dr. Vitor e Julio

Hoje deixamos aqui o nosso agradecimento para todos que nos acompanharam, e principalmente para o Centrinho, desde a portaria, passando por todos os profissionais, o André da fisio, a Sheida do berçário, o pessoal da recreação e principalmente ao Dr. Vitor Zillo Bosi o cirurgião do Ju, o nosso muitíssimo obrigada.
Que o Universo derrame muita luz nessa instituição, que faz parte de nossas vidas!

Para quem quiser saber um pouco sobre a fissura labiopalatais, é só acessar o link do Centrinho
 http://www.centrinho.usp.br/hospital/diversos/dest_fissura.html

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Altos e baixos

Ainda bem que hoje é segunda-feira!!!!! Geralmente eu não gosto das segundas, mas hoje é diferente.... depois da última semana, adorei começar a segunda-feira com tudo normal!!!!

Na semana passada o João Pedro teve faringite, febre alta durante 4 dias, entrou com Decadron (corticóide), paracetamol de 8h em 8h, Respiratus (anti-alérgico) e mais inalação.

Resultado glicemias alteradíssimas entre 200 e 440 mg/dL, falei com várias pessoas, liguei para o endocrino e nesses dias o meu filhote teve que tomar a insulina ultrarrápida, ele só usava a basal.

Foi uma semana muito estressante, além dos controles diários tivemos mais esses cuidados o João reclamou um pouco, falou mãe "mas é muito remédio"... tadinho fiquei morrendo de dó, mas afinal tudo passa...

Com a graça de Deus agora as medidas estão começando a normalizar, hoje  a primeira foi 128 mg/dL (dentro do limite máximo), vamos continuar firmes e fortes no propósito de voltarmos as  medidas ideais.

Foi a primeira vez de altos e baixos desde a descoberta, mais uma experiência dentro de nossa vida Diabetes!!