sábado, 12 de maio de 2012

Mamãe de dois Docinhos

Oi gente, hoje estou postando também a história de Irene Santos... Como muitos já sabem eu tenho um filho DM 1 e para que ele tenha uma ótima qualidade de vida, os cuidados são 24h, parece aqueles lugares que atendem 24h, mas é isso mesmo!!!! Temos que estar ligadas o tempo todo, medindo glicemias, aplicando insulina, alimentação, exercícios, corrigindo hipos e hipers e assim vai...

Voltando na história da Irene, ela assim como algumas outras mamães dos grupos de diabetes que participamos, tem a mesma rotina que a minha, então qual a diferença? Eu tenho um, ela e algumas outras mamães tem dois filhos DM1, sim, dois, rotina dupla!!! Vamos então ler o post de Irene e nos emocionar com sua história...

SOU A MAMÃE DOS DOIS DOCINHOS...Gigi e Arthur

Qd minha Giovanna tinha 02 aninhos logo após o niver dela descobrimos o diabetes, a princípio pensei meu Deus meu mundo acabou, chorei muito muito mesmo me perguntei questionei pensei que minha vida iria acabar. Depois de um tempo fui retomando a vida em torno do Diabetes dela, ela ainda não ia pra escola e eu não trabalhava. Depois de conhecer a ADJ que me recomendou o médico que cuida deles hj, eu me senti bem melhor, e comecei ver as coisas de outra forma.

Passaram-se uns 03 meses até a adaptação, depois de voltar a tentar ter uma vida normal, comecei a retomar minha vida, com 2 anos e meio a Giovanna foi para escola, bom tudo foi fases, muita preocupação, muita recomendação por todos que ficavam responsáveis por ela, entre altos e baixos tudo foi correndo normal, dentro da condição dela, 5 anos se passaram quando engravidei do Arthurzinho, quando ele tinha 1 ano e 04 meses, a bomba voltou a estourar na minha casa, um segundo diagnóstico, lembro muito bem, que eu tinha marcado de maquiar e pentear uma debutante que faria aniversário 20 dias antes da internação do Arthur, eu tinha um compromisso, não podia parar de trabalhar, agora a situação na minha casa já não era mais a mesma. A mãe da menina me ligou toda chateada pela situação e disse entender que eu não iria mais arrumar a filha dela, naquele momento eu pensei, eu não poderia desistir das coisas por conta disso eu tinha que armar um esquema para conseguir conciliar tudo, e tudo daria certo. Afinal agora eram 2 diabéticos. Pensei assim DEUS me deu coragem e daquele dia em diante resolvi não parar nada na minha vida por conta dessa doença maldita que se instalou na vida dos meus filhos.

Eu não acreditei no que estava me acontecendo, fiquei muito nervosa em estado de choque mesmo, depois de esfriar a cabeça e colocar as idéias no lugar, eu pensei não vai adiantar ficar me lamuriando SE DEUS ME MANDOU OUTRO É PQ ELE ME APROVOU NO QUESITO DE MÃE PANCREAS hehehe...então pensei, vou fazer o meu melhor mais uma vez, e tudo recomeça com um ponto a meu favor, dessa vez eu sei como lidar com tudo. Tomei coragem e comecei minha luta diária, bem a Giovanna toma um tipo de insulina, o Arthur outro, pq não se deu com a mesma da Gigi, eu sigo o mesmo esquema de horários mas a alimentação é diferente devido a idade, a contagem é diferente enfim são dois tratamentos para mesma doença, mas com esquemas diferenciados.

Eu terminei meu curso e abri um espaço para trabalhar em casa mesmo, assim eu poderia garantir o meu e ficar perto deles ao mesmo tempo, com relação a Giovanna sempre tentei conversar com ela, levando mais pelo lado da brincadeira tipo, vc viu filha o seu irmão ficou com inveja de vc rsrs...Giovanna vc tem que ensinar o seu irmão vai ser como brincar de professora vc vai ensinar pra ele tudo que vc sabe e assim fui levando.

Hj trabalho em casa a Giovanna vai para escola, fazemos um sacrífico de manter ela numa escola particular acima de tudo pelas condições dela, acho que é uma forma de dar mais conforto para ela e para nós mais tranquilidade, não tenho empregada cuido de tudo sozinha, sozinha mesmo, somos eu e meu marido que me ajuda muito, trabalho no periodo da tarde de manhã cuido deles entre dextros insulinas e almoço despachar a Giovanna para escola, e a noite vou estudar, de terças e quintas faço curso e sempre qd eu saio meu marido fica com eles, eu não confio que outra pessoa fique... ha e e meu filho mais velho tb cuida deles, sabe que eles não podem passar do horário de comer, ele sabe fazer dextro e acompanha a Giovanna qd ela vai dormir na casa da Avó pra poder cuidar dela rs...enquanto eu trabalho em casa vou administrando o Arthur não deixo passar os horários da alimentação, eu priorizo muito isso, eu acho essencial para um bom controle.

Aqui usamos o mesmo esquema de alimentação para os 03, refrigerantes quando tem somente diet, comida normal, bolachas biscoitos essas coisas não compro diets não, como eles fazem contagem, fica mais fácil controlar essas coisas, doces somente de vez em quando, meu filho mais velho come tudo igual, a única diferença é que os outros dois comeu contou aplicou hehehe....

Sou bem rigida, não trato eles passando a mão na cabeça, primeiro pq não tenho tempo para isso, e depois acho que se eu não for assim a vida vai ser com eles, então eu falo quer comer ??? tem que aplicar insulina...não quer aplicar não vai comer e ponto ,qd a Giovanna quer comer muito eu falo vc sabe que vc não pode, vc quer ficar doente?? tem que se cuidar Giovanna rs...acredito que assim estou criando diabeticos firmes e responsáveis com eles mesmo, pq não vou estar aqui o resto da vida eles tem que saber se cuidar.

A Giovanna vai fazer 6 anos de diabetes as glicadas dela sempre estão na casa dos 7.3, 7.8. As do Arthur ainda um pouco alta 8.3 mas o médico diz que para idade dele tá ótimo, é assim mesmo.
Eu confio no que ele me diz, não fico pensando no dia de amanhã, se amanhã vão ficar cegos, se vão perder um pé, uma perna essas desgraças que a gente ouve as pessoas falarem, eu acredito no dia de hj, e hj eu tento fazer o meu melhor, para não colher os frutos amanhã, mas se mesmo assim for a vontade de DEUS eu aceito e vou continuar fazendo meu melhor rs...




2 comentários:

  1. São depoimentos como estes fazem nossos dias melhores, enquanto pessoas fixam em problemas, a Irene fixa na solução, temos que ser positivas, tratar nossos filhos normais, somente a rotina diária é diferenciada, mas amor, carinho, atenção e limites nunca é demais. E sabemos que Deus não nos dá provações que podemos suportar. Ele é conosco! Que suas forças sejam renovadas a cada manhã querida e seus filhos são realmente lindos como vc!

    ResponderExcluir
  2. O Márcia amém querida.
    É isso com DEUS a frente de tudo, fica muito mais leve o fardo.
    Eu confio muito e ele me capacita todos os dias.

    Um beijo querida, fica com DEUS.

    ResponderExcluir