terça-feira, 11 de setembro de 2012

Glicemias.. glicemias..

Era para eu ter escrito esse post no domingo, mas me enrolei com outras coisas..

Bom na quarta-feira (05/09) cheguei do curso de inglês e o João veio todo contente me encontrar com uma novidade [mãe mais um aniversário no sábado na casa do Antonio], pensei putz essa não e agora depois de tudo que passamos com a hipoglicemia, respirei fundo, pensei em dizer não, mas falei que precisava conversar primeiro com a mãe do amigo.. ele [mãe só fala pra ela que eu sei me cuidar].. então tá seguro que só.. eu nem um pouco.

Liguei para mãe do Antonio e por coincidência ou não o filho mais velho dela tem um amigo dm1 que frequenta a casa, resolvi deixá-lo ir.. ele sempre foi sozinho em festas de aniversário e sempre deu certo, mas isso era antes, mas enfim engoli minha insegurança e ele foi.

Eles moram num prédio realizaram a festinha no salão, tinha pouca gente entre adultos e crianças 15 pessoas, então fiquei mais tranquila, deixei-o as 16h para pegá-lo as 19h.

Coisas da vida, intuição de mãe ou sei lá o que, acabamos indo lá as 18h, eis que vem o João correndo [eu não quero ir embora, deixa, deixa eu ficar mais], perguntei como estava, ele disse que achava que a glicemia estava baixa, não mediu, não comeu, tomou um copo de refri e só brincou.. A mãe do amiguinho estava super preocupada disse que insistiu pra comer, mas ele não queria.

Medi a glicemia estava em 38, pensei ainda bem que vim.. Fiz ele beber dois copos de refri normal e tomar um sachê de açúcar  foi pra 79, baixa ainda, comeu dois brigadeiros ai sim ficou legal foi pra 143.. brincou um pouco e fomos embora.

As glicemias dele nos últimos dias estão maluquinhas, ou altas ou baixas ,  se aplicamos insulina rápida baixa demais, se não aplico sobe, falei com o médico, ele pediu para eu observar mais 2 dias e falar com ele novamente, mas com certeza vai mudar a quantidade de insulina rápida.

É engraçado como o valor da glicemia mexe com o meu humor, parece que é uma nota que recebo pelo cuidado que tenho com o diabetes, se estão em níveis normais fico tranquila, mas com essa gangorra fico bem chateada, embora saiba que não depende somente dos meus cuidados, mas de uma série de fatores.. mas as vezes me sinto assim.. uma cuidadora "meia boca".

De qualquer maneira o meu garotão está ai cheio de vida e vamos caminhando aprendendo um pouco mais a cada dia.

Tem uma frase do Charles Chaplin que gosto e se aplica bem nessa transição que passamos "Cada segundo é tempo para mudar tudo para sempre".

É interessante ler..

Protegendo o nosso futuro: Hipoglicemias

Proteja o seu futuro: diabetes e saúde ocular

Achamos um grupo!!

E essas festinhas de aniversário, hein?

8 comentários:

  1. Oi Silvia,

    Realmente é um tanto confuso entender esse sobe e desce. As glicemias da Marina sempre foram assim.

    As doses de basal de manhã e a noite alteradas e doses de ultra rapida também. 0,5 UI de humalog baixava muito e senão aplicada acontecia hiper. Várias vezes deixei para corrigir refeições 02 horas depois de comer para não ter risco algum.

    Hoje, 02 semanas de teste-drive com a bomba deva ter acontecido umas 02 vezes uma hipo. Realmente os controles dela estão melhores.

    Eu também estou melhor, rsss não ando pensando em diabetes 24 horas por dia.

    Ando até pensando em dar um saídinha com o maridão para celebrar qualquer coisa rsrs. Cinema, jantar a dois, barzinho e baladinha, já havia excluído e deletado definivamente da minha rotina por receio de deixar a Marina com alguém a noite.

    Aí Silvia, as coisas andam tão bem...pena que o processo da bomba ainda não saiu e o teste-drive está acabando... mas bora pensar no agora né?!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que noticia boa Audrey, mas não fique só pensando em sair e se divertir, faça mesmo!
      Depois me conte mais da Marina, que bom que agora tudo fica bem, vai dar certo do processo viu!
      Um beijo

      Excluir
  2. Silvia, minha querida amiga...... Por mais que me doa, é "bom" saber que seu humor tb se altera como o meu, parece que toda a minha vida depende dos valores glicemicos da Marilia! Exatamente como vc falou, mas o Endocrino e eu temos uma boa relação e ele já me disse que muitas vezes não depende do que se come ou do exercício, as vezes simplesmente é inexplicável. Uma amigona minha disse algo que infelizmente ela tem razão. O diabetes veio pra me mostrar que não posso ser perfeita em tudo, pq sempre fui muuuuuito perfeccionista em tudo que faço, mas sabe que já não me culpo tanto qdo esta alta ou baixa....pq vi que tudo é ajustável e Parabéns por ter deixado que elef fosse a festa, foi bom pra ele. Sugiro que agora vc mude o pacto com ele....pode ir, mas já que sabe se cuidar, promete medir e comer mmo sem fome pra poder ficar bem ,...... Q tal?
    Beijo grande
    Ah estou muito feliz hj, meu orientador disse que nem teve graça corrigir minha dissertação, não mexeu em quase nada......uhu

    ResponderExcluir
  3. Ah Kellen isso acontece mesmo com a gente, mas sua amiga tem razão são momentos, depois passa..
    Obrigada pela dica, já conversei com o João, vou continuar deixando ele ir,mas nessas condições.
    Ebaaa valeu pela dissertação, parabéns menina!!
    Um beijão

    ResponderExcluir
  4. Sílvia, aquele parágrafo que vc fala que fica alterada com as glicemias oscilantes, poderia ter sido escrito por mim. Aliás enquanto lia seu post parecia que me olhava no espelho. Eu também me cobro se as glicemias saem dos trilhos.
    Esse DM1 nos testa além dos limites. Sigamos em frente!!! Beijos Simone

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Simone sigamos em frente por amor aos nossos!
      Um beijo

      Excluir
  5. Ola pessoas doces...vim desabafar!Tenho 25anos descobri q sou doce a quase 5,e nesse tempo tenho me revoltado muito, mas nao com a vida e sim com o mundo onde vivemos! Pesquisei um pouco e descobri q e possivel a cura atravez do transplante ai me perguntei porq o governo ou ate mesmo a midia nunca falou sobre isso? Ate meu medico se limita a falar!
    Disse que isso so é capaz se o paciente etiver com lesoes nos olhos,no coraçao,no rins,no figado e ainda fazendo hemodialize e ainda tem q ir pra fila de espera ai tem q esperar e esperar ne! Poderiam pensar pelo menos nos q ainda nao estao totalmente lesionados,porq esperam as coisas piorarem tanto? Me deem uma luz ai!
    Beijosssssss docinhossss....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcilene, boa tarde, seja bem-vinda em nosso espaço!
      Olha te entendo quando diz que se revolta, mas essa não é minha postura, que tal tentar olhar a vida em si com outros olhos, é possível viver bem com dm, o primeiro passo é a aceitação.
      Sobre o transplante de pâncreas não posso te dizer muita coisa, mas pelo que sei não é tão simples assim, existe o perigo da rejeição, o transplantado ainda ira precisar das aplicações de insulina, em escala menor, mas é necessário. O transplante é uma coisa nova ainda e não sabemos todos os riscos que a pessoa corre, por estes motivos a medicina opta em tratar a condição, temos várias tecnologias que nos permitem ter uma vida normal, tratando e cuidando vc pode tudo.
      Espero ter esclarecido alguns pontos. Se quiser me mandar um e-mail podemos trocar algumas ideias anote ai joaopedroeodiabetes@gmail.com
      Esteja bem!
      Beijos

      Excluir