segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Um, dois, testando...

por Ana Beatriz Linardi

Depois de 4 anos com a Paradigm 522, decidimos testar a Combo. O reservatório pequeno já não está dando conta das necessidades.
Iniciamos hoje o teste. Todas as explicações foram passadas diretamente para a Alice que, rapidamente, aprendeu todos os passos, inclusive encher o reservatório.
Nós já estávamos trabalhando nesse sentido, dela fazer tudo sozinha e, assim, ganhar mais autonomia.




De quebra teve coisas que a Alice gostou muito:
- o tamanho. Embora com reservatório com quase o dobro de capacidade, a Combo é praticamente do mesmo tamanho que a 522.
- a manipulação toda através do glicosímetro.
- a insulina irá durar seis dias! Com a bomba pequena estava durando dois e meio.

A interface é semelhante mas, alguns parâmetros foram novidades. Mas nada desesperador, em pouco tempo ela pegou o jeito e eu, que tudo assistia, também, de forma que fiquei confiante.
Quando formos trocar o cateter e o reservatório com certeza iremos nos atrapalhar um pouco mas, no fundo, o princípio é o mesmo. Mas claro que me certifiquei de ter salvo o celular da Daniele, que nos orientou em todo o processo.

Na hora da troca Alice, para quem tudo vira diversão, pediu que eu tirasse uma foto dela com as duas para publicar no face com a legenda: isso que é glicemia alta!
Estou confiante, acho que esse período será tranquilo.




2 comentários:

  1. Oi, meu nome é Paulo. Na última quinta feira meu filho de 4 anos e 10 meses foi diagnosticado DM1, nesse momento ele está na UTI pois o índice estava em 470 quando chegamos ao Pronto Socorro, mas graças a Deus sem maiores complicações. Eu e minha esposa, Lilian, passamos os últimos 2 dias lendo de tudo na internet a respeito do tema. Esse blog realmente tem muita informação boa! Algumas nos preocuparam, como os relatos de hipoglicemia, mas mesmo estas são informações importantes para nos prepararmos para nossa nova rotina! Tenho certeza de que vamos nos habituar, assim como nosso milhão, o nome dele é Caio.
    Cheguemos a ler algumas coisas sobre a bomba de insulina e gostariamos de esclarecer algumas dúvidas. Se puderem nos ajudar agradecemos!
    - Quem decide pela utilização da bomba, a família ou o médico?
    - Qualquer criança diagnosticada pode usar ou há casos especificos?
    - Vale a pena nos interarmos sobre este tema tão cedo, ou é melhor nos habtuarmos ceringas e canetas antes?
    - Essas bombas são compradas? O pouco que conseguimos ler até agora, ficamos com a impressão que existe algum tipo de contrato, é isso?
    - Quais são os reais benefícios da bomba?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paulo, Lilian e Caio, sejam bem-vindos nesse espaço, estamos no mesmo caminho. O que tiverem dúvidas contem comigo nesse momento tão delicado. Com certeza passado esse susto irão superar e vai ficar tudo bem.

      Tem muita informação e muita coisa pra aprender, devagar a rotina do diabetes entra na vida, se preocupem em apoiar o Caio com muito amor e carinho.

      Não tenho dúvidas que vão se habituar, diabetes se vive em família.

      Posso responder sim claro, vamos lá..

      - a família e o médico juntos decidem pelo melhor tratamento da criança
      - sim qualquer pessoa pode usar a bomba, não tem restrição de idade, inclusive bebês usam bomba
      - no meu ponto de vista acho melhor se habituarem com primeiro com a rotina do diabetes e após uns 3 meses pensarem na bomba
      - a bomba pode ser comprada ou adquirida pelo SUS via processo judicial, mas antes de tudo tem que fazer um teste de 30 dias pra ver a adaptação da criança e da família, lembrando que é um aparelho que é um aparelho que fica conectado no corpo pelas 24hs do dia
      - a bomba dá maior liberdade e segurança ao usuário, maior estabilidade entre hipoglicemia e hiperglicemia, mas tb requer maior disciplina da família, além de pra usar a bomba tem que saber a contagem de carboidratos.

      Respondi de forma sucinta, mas quero frisar que o melhor tratamento é aquele que se adapta ao ritmo da família e garante um bom controle glicêmico, seja seringa, canetas ou bomba.

      Qdo tiverem dúvidas me escreva no joaopedroeodiabetes@gmail.com que respondo.

      Boa sorte nessa nossa etapa de vida, já são vencedores. E lembre-se não estão sozinhos, pode contar comigo.

      Abraços

      Excluir