quinta-feira, 28 de junho de 2012

Estimule a autoestima de seu filho

Vi no blog da Daniela Torres e gostei.. tem tudo haver com nossas crianças..

Estimule a autoestima do seu filho

Uma criança que cresce sob constante desaprovação, por mais sutil que ela seja, tende a acreditar na crítica e a assumi-la como parte de sua identidade e de seu modo de agir. Isso ocorre porque, para formar sua autoimagem, o ser humano é extremamente dependente da reação das pessoas que o cercam. É como se o outro fosse um espelho.

O processo de construção da autoestima começa muito cedo, antes mesmo do nascimento, segundo alguns especialistas no assunto. “Vários estudos já demonstraram que o feto tem percepções intrauterinas”, afirma a psicanalista Ana Celi Huguet, do Rio de Janeiro. “Quanto mais desejado é o bebê, mais aceito ele se sentirá quando crescer.”

A maneira como os pais o tocam, o olham e a prontidão com que atendem a suas necessidades contribuem para que ele se sinta seguro e aprenda a confiar. E é confiando nos outros que obtém autoconfiança.

Além disto, quem tem uma boa autoestima se recupera mais rápido de um eventual fracasso. Aceita desafios. Persiste mais. Não tem medo de errar. Ninguém consegue transmitir melhor essas pequenas lições de amor próprio do que os pais. “Eles são os heróis, figuras de enorme importância para os filhos”, diz a psicóloga Eneida Souza Cintra, de São Paulo. “São suas opiniões e modo de agir que determinam em grande parte se a criança vai ter uma imagem mais positiva ou negativa de si mesma.” Essas mensagens, no entanto, não se transmitem de uma hora para outra nem de forma aberta. “São recados subliminares, inconscientes, que estão nos pequenos atos do dia-a-dia e que são captados com muita facilidade pelas crianças”, explica Eneida.

Dicas para ajudar seu filho

“O que há de errado com você?”
Aceitar que as pessoas são diferentes é o primeiro passo para desenvolver a autoestima de uma criança.

“Se você não obedecer, não vou mais gostar de você”
Poucas ameaças são tão assustadoras para uma criança quanto a possibilidade de perder o amor dos pais. Ela precisa saber que é amada mesmo quando seu comportamento é criticado.

“Você é um bagunceiro”
Cuidado com os rótulos e com as críticas genéricas. É importante que elas sejam dirigidas ao ato impróprio e não à criança. “Arrume seu quarto, ele está uma bagunça” é mais eficiente e menos agressivo.

“Não adianta, ele não aceita ordens”
Pode não ser fácil, mas estabelecer limites é uma condição essencial para desenvolver a autoestima.

Publicado em 21/06/2012
Reportagem: Aline Angeli - Edição: MdeMulher
Fonte:http://mdemulher.abril.com.br/familia/reportagem/filhos/como-estimular-autoestima-crianca-689626.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário