sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

E quando vem o medo?

"O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente."

Medo de hiperglicemia, medo de hipoglicemia, está com hipo precisa comer, mas não quer fazer nada.

Medo que no próximo mês quando for retirar os insumos possa faltar algum item e não ter como comprar, medo que o governo algum dia resolva mudar as leis e não tenha como bancar financeiramente a terapia atual.

Medo, quando você está no trabalho e seu filho te liga chorando falando que está com dor de cabeça,  ânsia e que não está bem, no final diz “mãe eu queria você aqui comigo”.

Medo quando aquela glicada que você já esperava alta, mas se surpreende com um resultado maior do que imaginava e quando analisa vê que poderia ter se empenhado mais para ser melhor, bate uma frustração e  impotência.

Medo, simplesmente as vezes bate um medo de não dar conta, de não saber fazer, o medo.

Sinto, não me demoro, sigo em frente, afinal a vida é muito mais do que isso e acredito que para ser feliz temos que saber trabalhar todos os sentimentos.

E vida que segue normal!

2 comentários:

  1. e quem não sente esse bichinho chamado medo se mexendo dentro de nós?!as mães, em especial, são seres magicamente criados por Deus para amar essas criaturinhas chamadas filhos de um modo que nem mesmo elas (nós) poderiam imaginar!!então é natural que ESSE MEDO exista...o importante é não alimentá-lo, não deixar que ele nos guie, apenas que nos alerte de vez em quando....vida que segue, sim!!sempre corajosas, pq mais importante que fingir que o medo não existe, é assumir que temos medo sim....porém que nossa coragem é muito maior para enfrentá-lo!!!JUNTAS SEMPRE
    beijos

    ResponderExcluir
  2. ainda bem que ele fica escondidinho e so aparece em alguns momentos!

    ResponderExcluir